Remédio para artrite pode ajudar a salvar pacientes com casos graves de Covid-19

Crédito: David Goldman (AP)

Ainda são poucos os tratamentos capazes de salvar vidas em casos graves de Covid-19. Porém, novos resultados de um grande ensaio clínico em andamento no Reino Unido revelam que um medicamento para artrite chamado tocilizumabe pode reduzir o risco de morte de pacientes hospitalizados, especialmente quando combinado com um tratamento com esteroides.

O ensaio Recovery — liderado por pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido — tem testado possíveis tratamentos para casos graves de Covid-19 desde março de 2020, com mais de 36 mil participantes inscritos até o momento. Ele foi um dos primeiros a demonstrar que o esteroide dexametasona fornece um benefício modesto, mas real, para salvar vidas de pacientes hospitalizados que precisam de suporte de oxigênio. O estudo também ajudou a descartar tratamentos antes vistos como promissores, como a hidroxicloroquina e o coquetel de HIV lopinavir-ritonavir.

Ainda são poucos os tratamentos capazes de salvar vidas em casos graves de Covid-19. Porém, novos resultados de um grande ensaio clínico em andamento no Reino Unido revelam que um medicamento para artrite chamado tocilizumabe pode reduzir o risco de morte de pacientes hospitalizados, especialmente quando combinado com um tratamento com esteroides.

Os pesquisadores do Recovery ainda estão testando várias outras drogas, incluindo aspirina e dois medicamentos à base de anticorpos. Eles também planejam enviar as descobertas preliminares sobre o tocilizumabe para uma publicação com revisão por pares.

Postar um comentário

0 Comentários