Análise sobre possível variante de Covid-19 no Brasil deve sair nesta segunda-feira

Suposta mutação não tem mortalidade maior, mas pode ser mais contagiosa

Reino Unido teve primeiros registros da variação 

Resultados da análise de amostras que podem indicar a presença de uma nova variante do coronavírus em São Paulo devem sair nesta segunda-feira, de acordo com informações do Instituto Adolfo Lutz. Na última quinta-feira, o laboratório de medicina diagnóstica Dasa notificou o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de São Paulo da suspeita de dois casos de uma nova variante do SARS-CoV-2 no estado, a mesma já detectada na Inglaterra.

A confirmação da cepa em dois pacientes se deu a partir do sequenciamento genético realizado em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Essa nova cepa, da linhagem B.1.1.7, detectada na Inglaterra, não se mostra mais letal, mas pode ser mais transmissível.

Após a confirmação do laboratório Dasa sobre essa suspeita, as amostras foram enviadas para o Instituto Adolfo Lutz, que deu início ao trabalho de análise e sequenciamento genético para identificar se essa nova cepa já chegou mesmo ao Brasil.

Segundo o instituto, as análises preliminares feitas nas amostras não permitiram confirmar a presença da linhagem B.1.1.7. Por isso, o Adolfo Lutz solicitou ao laboratório Dasa o envio de uma quantidade maior de material genético para que o trabalho possa ser concluído até esta segunda.

Postar um comentário

0 Comentários