Melhore a tua resiliência!

treinar e melhorar
Ser resistente é uma habilidade que você pode aprender e afiar, e nunca é tarde demais para tentar.

A capacidade de recuperar o estresse ou a adversidade é importante ao longo da vida, especialmente em nossos anos mais velhos. É quando enfrentamos muitas transições, como problemas de saúde; trabalho, renda e mudanças domésticas; a perda de entes queridos; e isolamento ou separação de amigos, filhos crescidos e netos. 

Como nos ajustamos a essas mudanças, ajudamos a determinar o que a vida parecerá avançar. "Muitas pessoas estão vivendo mais e queremos aproveitar ao máximo esses anos para que as pessoas possam prosperar", diz Laura Malloy, diretora do programa de envelhecimento bem-sucedido do Instituto Benson-Henry da Mind-Body Medicine, de Harvard.

Os benefícios da resiliência

Lidar com o estresse de forma positiva é conhecido como resiliência e tem muitos benefícios para a saúde. Está associado à longevidade, menores taxas de depressão e maior satisfação com a vida. "Há uma sensação de controle, e ajuda as pessoas a se sentir mais positivas em geral", diz Malloy.

Da mesma forma, a falta de resiliência significa que você não pode lidar bem com o estresse em situações difíceis. O estresse crônico está associado a conseqüências prejudiciais para a saúde, como pressão arterial elevada, sistema imunológico enfraquecido, ansiedade, depressão, insônia, azia, indigestão e doença cardíaca.

Construindo resiliência


Algumas pessoas nascem resilientes, como uma criança que cai de uma bicicleta e salta de volta para pedalar. Se não é você, tome consciência: a resiliência é uma habilidade que você pode aprender e melhorar todos os dias.

Você pode querer fazer uma aula sobre a construção da resiliência, muitas vezes oferecida nos hospitais locais. Um exemplo é o Programa de Treinamento de Resistência e Resiliência do Instituto Benson-Henry (SMART). Ou experimente qualquer uma das seguintes ideias para melhorar quando retornar.

Meditar. Praticar uma técnica de meditação contesta o estresse, provocando a resposta de relaxamento, o que ajuda a diminuir a pressão arterial, freqüência cardíaca, taxa de respiração, consumo de oxigênio e hormônios do estresse. Elimine a resposta com yoga, tai chi, meditação, imagens guiadas ou exercícios de respiração profunda.

Reflita sua situação. Veja o lado positivo e não a desvantagem de uma situação difícil. Por exemplo, se você está triste porque sua criança crescida não está ligando com a frequência desejada, experimente se orgulhar e feliz que tenha ajudado seu filho a se tornar um adulto independente.

Compartilhe em sua rede social. Amigos e familiares são importantes tampões de estresse. "Você pode lidar melhor se você tiver pessoas com quem você possa compartilhar seus estressores, ou pessoas para ajudá-lo", diz Malloy.

Cultive o pensamento positivo. Quando você está estressado, é fácil pensar sobre o que está errado. "Nós teremos as pessoas focadas em três coisas que estão indo bem, ou três coisas que eles são gratos por cada dia", diz Malloy. "Pode ser tão simples como desfrutar de uma xícara de café ou ter um bom bate-papo no telefone".

Rir mais. "Rir pode diminuir os hormônios do estresse e aumentar o sistema imunológico", diz Malloy. Tente assistir a um filme engraçado, lendo um livro engraçado ou mesmo forçando-se a rir. "O riso é contagioso e nem sempre é dependente do humor", diz Malloy.

Seja otimista. "Pense em um resultado positivo, não negativo", diz Malloy. "Considere uma situação próxima e visualize as qualidades positivas que deseja trazer para ela".

Fonte: HHP
Tecnologia do Blogger.