Vinho branco ligado a um risco mais elevado de determinados melanomas

pode estar associado a risco maior de melanoma
O álcool é responsável por cerca de 4% dos casos de câncer em todo o mundo, geralmente no esôfago, fígado, pâncreas, cólon, reto e mama. Uma possível explicação é que o etanol em álcool metaboliza em acetaldeído, que prejudica o DNA e impede o reparo do DNA.

Uma equipe de pesquisadores das universidades de Harvard e Brown procurou determinar se o consumo de álcool também pode aumentar o risco de melanoma - um câncer de pele potencialmente mortal. Eles utilizaram dados de três grandes estudos prospectivos em que 210.252 participantes completaram questionários sobre o consumo de álcool. Os pesquisadores observaram que as pessoas desenvolveram vários tipos de câncer, incluindo melanoma, em uma média de 18 anos.

A ingestão total de álcool foi associada a um risco 14% maior de melanoma por bebida por dia. Enquanto cada bebida de vinho branco foi associada com um aumento de 13% no risco de melanoma, cerveja, vinho tinto e licor não teve efeito significativo. Os pesquisadores especularam que o vinho branco pode ser mais provável do que tinto para aumentar o risco de melanoma, pois contém mais acetaldeído e uma menor concentração de antioxidantes para combater os efeitos do que o vinho tinto. O estudo apareceu na edição de dezembro de 2016 da Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention .

Se você beber vinho branco, você pode querer considerar reservar para ocasiões especiais. E você pode querer provar alguns tintos também.

Fonte: HHP
Tecnologia do Blogger.