Enfizema pulmonar mata ator Claudio Marzo

Pulmão com alveolos com enfizema e normal
O ator Claudio Marzo, faleceu neste domingo (22/03), aos 74 anos, vítima de complicações decorrente de um enfizema pulmonar, ele era um tabagista que não abandonava o hábito (vício) do fumo, mesmo sabendo os riscos que causava à sua saúde, já falei que mesmo o risco iminente de doença, isto não modifica antigos hábitos, se quiser ler o artigo está neste link  O câncer não vence antigos vicios e habitos

O enfizema pulmonar, é uma doença crônica, na qual os tecidos dos pulmões são gradualmente destruídos, tornando-se hiperinsuflados (muito distendidos).

Esta destruição ocorre nos alvéolos, onde acontece a troca gasosa do oxigênio pelo dióxido de carbono. Como resultado, a pessoa passa a sentir falta de ar para realizar tarefas ou exercitar-se.

A doença inicia com a destruição de diminutos sacos de ar (alvéolos) que compõe os pulmões. Nas áreas destruídas, não ocorrem as trocas gasosas de maneira satisfatória, fazendo com que diminua a quantidade de oxigênio circulante no sangue e, então, surge a falta de ar. Os pulmões também perdem a elasticidade, tornando mais difícil a saída do ar após cada inspiração. A quase totalidade dos casos é causada pelo tabagismo. Poucos casos são devidos à deficiência de alfa-1-antripsina, que é uma enzima produzida nos pulmões.

Cerca de 10-15% dos fumantes mais suscetíveis ao efeito nocivo do fumo é que desenvolvem a doença. À medida que vão fumando, vão piorando a sua capacidade pulmonar. Os fumantes, na maioria das vezes, passam a sentir as alterações causadas pela doença só após vários anos.


Postar um comentário

0 Comentários