Câncer de ovário é um risco para Terapia da Reposição Hormonal

Menopausa e reposição hormonal pode tem riscos
Reposição Hormonal pode ser por adesivos
A maioria das mulheres na menopausa que optam por tomar a terapia de reposição hormonal (TRH) para controlar os sintomas que a "mudança de vida" traz não sabem que existem riscos que vêm com essas drogas. 

Enquanto os hormônios estrogênio e progesterona sintética podem atenuar os sintomas mais fortes como podem parar as ondas de calor, após décadas de pesquisa identificaram uma forte ligação entre a ingestão desta terapia e condições como doenças cardíacas , acidente vascular cerebral e câncer de mama .


Uma análise de 52 estudos envolvendo 21.488 mulheres, publicado na última quinta-feira (12/02) na revista The Lancet, encontra ainda uso a curto prazo destas drogas correlacionadas com um maior risco de câncer de ovário - tanto quanto 40 por cento mais elevados do que as mulheres que não tomam hormônios. O estudo baseia-se em todas as pesquisas anteriores que investiga a ligação.

"Este é o primeiro grande estudo que sinaliza que o câncer de ovário é um problema," Dr. Taraneh Shirazian , professora assistente de obstetrícia, ginecologia e ciência reprodutiva e um cirurgião ginecológico minimamente invasiva, disse à CBS News. "Até agora, realmente, apenas tínhamos  apenas falado sobre câncer de mama e coágulos de sangue."

O estudo descobriu que para cada 1.000 mulheres que tomam TRH por cinco anos a partir de cerca de 50 anos, pelo menos, um caso adicional de câncer de ovário poderia ocorrer. 

Mortes por câncer de ovário associado ao uso desta drogas sintéticas  foram estimadas em aproximadamente 1 por 1.700 mulheres. Atualmente dois tipos principais de tratamento no mercado: apenas estrogênio e estrogênio com progestina. Ambos foram encontrados para o mesmo risco de câncer de ovário.

Fonte: CBSNews

Postar um comentário

0 Comentários