Vasectomia pode aumentar o risco de câncer de prostata

carcinoma
Uma pesquisa, publicada no Journal of Clinical Oncology de responsabilidade da Harvard School of Public Health, alerta para um respeito de um procedimento muito comum ao sexo masculino, a vasectomia (um método contraceptivo através da ligadura dos canais deferentes no homem. É uma pequena cirurgia feita com anestesia local em cima do escroto. Não precisa de internação. É uma cirurgia de esterilização voluntária.)  

Ela está associada a um pequeno aumento do risco de câncer de próstata , e um risco mais forte para o câncer de próstata avançado ou letal, de acordo com um novo estudo da Harvard School of Public Health (HSPH). Os pesquisadores descobriram que a associação permaneceu mesmo entre os homens que receberam o antígeno prostático específico regular (PSA), sugerindo que o aumento do risco de câncer letal não pode ser explicado pelo viés de diagnóstico. É o maior e mais completo estudo até à data para a relação entre vasectomia e câncer de próstata.


Os resultados mostraram risco maior de 10 por cento  câncer de próstata em homens que em geral tiveram uma vasectomia. A vasectomia não foi significativamente associado com o risco de câncer de baixo grau; no entanto, ela foi associada com riscos mais fortes de câncer avançado de próstata letal e, por um adicional de 20 por cento e 19 por cento respectivamente. 

Entre os homens que receberam o exame de PSA normal, o aumento relativo no risco de câncer de próstata letal foi de 56 por cento. O efeito parece ser mais forte entre homens que fizeram uma vasectomia em uma idade mais jovem.

Fonte: HSPH

Postar um comentário

0 Comentários