Câncer de pele, vitamina natural é aliada



Uma pesquisa inicial, desenvolvida pelo químico norte-americano Kyle Hadden , Ph.D. da Universidade de Connecticut , sugere que a vitamina D, um composto o corpo humano produz naturalmente quando exposta ao sol, e é essencial para a saúde dos ossos, tem o potencial de ser usada como um ponto de partida para a criação de novos fármacos para o tratamento do câncer de pele.

Os cientistas tem mostrado últimos anos que a vitamina D3, uma forma de vitamina D, parece ter a capacidade de suspender a quebra na rede de proteínas ligadas ao desenvolvimento do tipo mais comum de câncer de pele - carcinoma basocelular - que  é também o mais prevalente de todos os tipos de câncer nos Estados Unidos, com mais de 2 milhões de diagnósticos a cada ano.

No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer - INCA, o carcinoma basocelular, é responsável por 70% dos diagnósticos, e o carcinoma epidermoide, representando 25% dos casos. O carcinoma basocelular, apesar de mais incidente, é também o menos agressivo. Estimativa de novos casos: 134.170, sendo 62.680 homens e 71.490 mulheres (2012) Número de mortes: 1.521, sendo 841 homens e 680 mulheres (2010).

Fonte: ACS


Postar um comentário

0 Comentários