Câncer de Pancreas, novo teste pode ajudar

O câncer de pancreas é um dos mortais, principalmente devido a falta de um teste que o detecte nos estágios iniciais.  Um novo estudos de  cientistas dinamarqueses, publicado no Journal of the American Medical Association ,  revelando um novo exame de sangue que pode um dia ajudar os médicos detectar o câncer de pâncreas em seus estágios iniciais, .
 
Os pesquisadores disseram que seus testes ainda são muito preliminares para ter certeza de que pode diagnosticar com precisão o câncer de pâncreas em pacientes cujas chances de sobrevivência são maiores.

Não há atualmente nenhum teste de triagem para câncer de pâncreas, a quarta principal causa de morte por câncer nos Estados Unidos, de acordo com a American Cancer Society. Ele é geralmente diagnosticado numa fase tardia, tornando o tratamento problemático e o mau prognóstico. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer relata  que o número de mortes foi  7.726 , sendo 3.803 homens e 3.923 mulheres (2011 - SIM)

"O câncer de pâncreas é uma doença mortal. A única chance de cura é a cirurgia [remoção de uma parte do órgão]", disse o Dr. Donald Richards, especialista em câncer de pâncreas em Texas Oncology, em Tyler / EUA. 

O novo teste procura dizendo padrões em certos pedaços de material genético conhecido como microRNA. Quando estes padrões mostram-se, levanta a probabilidade de câncer de pâncreas, disseram os pesquisadores.

Para o estudo, a equipe liderada pelo Dr. Nicolai Schultz, do Hospital Herlev, uma parte do Hospital da Universidade de Copenhague, analisou o sangue de mais de 400 pacientes com câncer de pâncreas, comparando-os com cerca de 300 indivíduos saudáveis ​​e 25 pacientes com doenças crônicas pancreatite
 
Para comparação, também verificados os níveis de um composto específico, conhecido como CA19-9, que é elevada em cerca de 80 por cento dos pacientes com cancer pancreático.

No final, eles encontraram dois testes específicos de microRNA que, potencialmente, poderiam ser usados ​​para diagnosticar o câncer de pâncreas.

Uma desvantagem para os testes, até agora, é o elevado número de resultados falso-positivos, disseram os pesquisadores. Combinando seus testes com o teste CA19-9 poderia ser utilizado para encaminhar os pacientes para exames de ressonância magnética ou tomografia computadorizada que poderia fazer um diagnóstico definitivo.

"O teste poderia, assim, diagnosticar mais pacientes com câncer de pâncreas - algumas delas numa fase inicial - e, portanto, têm um potencial para aumentar o número de pacientes que podem ser operados e, possivelmente, curadas de câncer de pâncreas", disseram os pesquisadores.

Estes resultados preliminares devem ser validados e suas implicações clínicas entendidas antes que o teste poderia ser amplamente utilizado.

William Phelps, diretor do programa da American Cancer Society, disse que este novo teste é um bom avanço.

"O câncer de pâncreas tem um dos prognósticos mais sombrios que dispomos no câncer", disse ele.

Fonte WebMD

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Geraldo, infelizmente este cancer é traiçoeiro e ao ser descoberto não dá muitas chances. Estou torcendo para que a ciencia avance ainda mais.

    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!