Saude no inverno, saiba porque corpo humano muda

O inverno tende a ser a estação em que o corpo sofre mais agressões, via temperatura e mudanças de hábitos.  A reações do corpo humano tendem a ser maiores exatamente quando o frio estiver mais rigoroso.

Entre estas reações poderemos citar tremores, lábios rachados, pelos arrepiados.

Durante o inverno, o corpo humano tem necessidade de armazenar mais calorias. Por isso, quando a temperatura é baixa, a fome aumenta, o corpo treme e ficamos mais propensos a ter a pele mais ressecada, assim como os lábios. De acordo com a clínica geral Lígia Raquel Brito, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, o organismo se articula para equilibrar a temperatura natural do corpo sem prejudicar os órgãos vitais.

— Tremer quando se sente muito frio, por exemplo, é uma reação do corpo que tenta manter a temperatura média de 37ºC. O ato de tremer movimenta os músculos, que por sua vez contraem os vasos sanguíneos o que gera calor e aumenta a temperatura do corpo — explica Lígia. 

É no inverno que certas condições de saúde mental mudam também, uma destas mudanças podem gerar doenças, e uma delas  é a depressão de inverno, conhecida como depressão sazonal ou transtorno afetivo sazonal.

Este tipo de depressão é caracterizada por um estado anormal de tristeza ou redução de energia nos meses mais frios e menos ensolarados do ano.

O tratamento é realizado pelo medico psiquiatra, e inclui fototerapia isolada ou em combinação com antidepressivos.

Desde que a falta de luz é a causa do problema, na fototerapia os pacientes são tratados com exposição à luz brilhante por curtos períodos durante o dia.

Na Suécia, pontos de ônibus ganham tratamento especial, durante o inverno, para compensar a pouco incidência de sol (quatro horas e meia) no auge do inverno. Lâmpadas especiais substituem temporariamente as propagandas. Cinco pontos de ônibus chegaram a ser cobertos com painéis reflexivos para aumentar ainda mais a sensação de estar sob o Sol.

Postar um comentário

0 Comentários