O sono e sua saúde

Certas atividades do nosso cotiano não são percebidas, caso não tenhamos problemas com ela. Uma das mais importantes talvez seja a questão de nosso sono. 

Resgatei uma propaganda antiga,(confira o vídeo abaixo) a dos cobertores Parahyba, que associava seu produto a uma boa noite de sono.  Na agitação do dia a dia, será que temos facilidades para dormir? Quanto tempo você dormiu na última noite? A maioria das pessoas certamente não passaram das 6 horas de sono. 




Mas, será que isso é suficiente para te manter descansado e conseguir segurar a rotina do dia a dia? Várias funções são atribuídas ao sono, a hipótese mais simples é a de que o sono se destina à recuperação pelo organismo de um possível débito energético estabelecido durante a vigília. 

Além dessa hipótese, outras funções são atribuídas como: manutenção do equilíbrio geral do organismo, das substâncias químicas no cérebro que regulam o ciclo vigília-sono, consolidação da memória, conservação de energia, regulação da temperatura corporal, entre outras.

Para se ter uma ideia de como os problemas de sono não são exceção, cerca de 16 a 40% das pessoas em geral sofrem de insônia. Estudos provam que, quem dorme menos do que o necessário, tem menor vigor físico, envelhece mais precocemente, está mais propenso a infecções, à obesidade, à hipertensão e ao diabetes.

Estudo realizado pela Universidade de Stanford (EUA), indivíduos que não dormiam há 19 horas foram submetidos a testes de atenção. 

Constatou-se que eles cometeram mais erros do que pessoas com 0,8 g de álcool no sangue – quantidade equivalente a três doses de uísque. Igualmente, tomografias computadorizadas do cérebro de jovens privados de sono mostram redução do metabolismo nas regiões frontais (responsáveis pela capacidade de planejar e de executar tarefas) e no cerebelo (responsável pela coordenação motora). Esse processo leva a dificuldades na capacidade de acumular conhecimento e alterações do humor, comprometendo a criatividade, a atenção, a memória e o equilíbrio.

Para tentar fugir desse mal que é a insônia, muitos trazem para a hora de dormir um ritual: é preciso tomar um banho, colocar pijama e tomar um leite quente Mas, será que toda essa rotina ajuda realmente a dormir melhor? A neurologista Dra. Dalva Poyares, especialista em medicina do sono e médica do Instituto do Sono, dá algumas dicas para aumentar a qualidade do sono:

  • Ter horários regulares para deitar e acordar; 
  • Ir para a cama somente quando estiver sonolento; 
  • Fazer refeições leves à noite; 
  • Criar um ritual de relaxamento antes de dormir (banho relaxante, meditação, diminuir a luminosidade do quarto ou o que lhe favorecer o relaxamento mental); 
  • Se perder o sono, levante da cama e faça uma atividade calma. Ficar rolando de um lado para o outro causa estresse, o que piorará a insônia; 
  • Faça uma atividade física, o sedentarismo traz consequências ruins para todo o corpo e prejudica o sono; 
  • Cochilos durante o dia podem atrapalhar o sono à noite; 
  • Evite consumir álcool e cafeína pelo menos seis horas antes de dormir; 
  • Evite refeições muito pesadas antes de dormir, que podem prejudicar o sono. 



Postar um comentário

4 Comentários

  1. Eu salvei este artigo! Amigo, tenho dormido mal mesmo. Tenho certeza que ter boa qualidade de sono é importante para o corpo, a saude, o equilibrio emocional e a memoria.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sissy,

      O sono é muito mais que fisiológico, antes verifique o que está acontece e volte a ter qualidade...

      Abraço e obrigado pelo comentário

      Excluir
  2. É horrível , ter insônia . Você atravessa o dia como um zumbi, incapaz de funcionar adequadamente e o que é pior, de mau humor .
    Otimas dicas Geraldo .Uma dica que sempre funciona é o exercício físico .Esse é 100% certo - para mim ,é claro !
    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eninha,

      É terrivel, mesmo já que o sono é vital para nosso corpo, regulando humor e tantas outras áreas vitais.. a dica de exercicio fisico é boa também, mas cada caso é um caso.

      Abraço e obrigado pelo comentário..

      Excluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!