Aplicativos de smartphone são imprecisos no câncer de pele

Aplicativos de smartphone são desenvolvidos para atender 1001 utilidades (que nem bombril), mas nem tudo é tão simples.  Já até falei neles no artigo Aplicativo de smartphone ajuda no rasteio do cancer de mama
Mas a agência federal de medicamentos dos EUA (FDA) é muito rigorosa com saúde e não aprovou nenhum deles como dispositivo médico, apenas como educacional. Mas como ficamos com esta tecnologia? É uma pergunta curiosa, ainda com o novo estudo da Drª Laura Ferris, da Universidade de Pittsburgh Medical Center, na Pensilvânia (matéria completa no  Journal of The American Medical Association)

Então mesmo que você ache que pode consultar com seu dermatologista à distância, lembre-se que pelo menos hoje e no futuro próximo, eles não serão substituídos por computadores.
"Não há substituto, neste momento, para um exame completo da pele realizada por uma dermatologista especialista para diagnosticar melanoma, assim como outros cânceres de pele", afirmou a dermatologista D. Karen Edison Universidade de Missouri  (que não esteve envolvido no estudo).
Então continue visitando seu dermatologista, a sua pele agradece.

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Sempre no caso de duvidas, procure o google ...então depois procure o médico .....kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo Joselito,

      E não é que as pessoas fazem isto mesmo, quando a pedra aperta o sapato procuram o médico. Até porque aquela receita mágica do google nem sempre funciona, o prejuizo fica maior e dai vão atrás do prejuizo.

      Abraço e obrigado pelo comentário

      Excluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!