Passaros urbanos utilizam baganas para afastar parasitas

A estranha história dos PÁSSAROS e a NICOTINA: aves urbanas estão usando o filtro de bitucas de cigarros em seus ninhos, como um repelente de parasitas. Ninhos de revestimento com materiais descartados podem ajudar a manter-los livres de ácaros parasitas.

Foto: Manfred Danegger/NHPA/Photoshot
Por mais estranho que possa parecer, a capacidade adaptiva das aves utiliza um sub-produto de consumo humano (a bagana de cigarro), como protetor de ninhos,  que com recheio de pontas de cigarro no forro de ninhos pode parecer, a primeira vista, prejudicial. Mas uma equipe de ecologistas diz que, apesar de estar longe de ser natural, o uso de cigarros fumados por pássaros da cidade pode ser uma variação de uma antiga adaptação urbana .

Aves têm sido conhecidas para alinhar seus ninhos com vegetação rica em compostos que afastem parasitas. Produtos químicos em folhas de tabaco são conhecidos para repelir artrópodes, como ácaros parasitas, assim Monserrat Suárez Rodríguez, um ecologista da Universidade Nacional Autônoma do México, em Cidade do México, e seus colegas se perguntaram se as aves da cidade estavam usando pontas de cigarro da mesma forma.

Em um estudo publicado hoje no periódico Biology Letters 1 , os pesquisadores examinaram os ninhos de duas espécies de aves comuns no continente norte-americano. Eles mediram a quantidade de acetato de celulose (um componente de pontas de cigarro) nos ninhos, e descobriram  relação entre maior quantidade da substância e menor ocorrência de ácaros parasitas  contidas no ninho . 

A pesquisa também fez a experiência entre cigarros alto (já consumidos)  e de baixo teor de nicotina (não consumidos) , nos ninhos em que tinham recheios com cigarro com baixo teor, a ocorrência de parasitas era o dobro em contrapartida ao de alto teor.

"Isso realmente me faz pensar: talvez estas aves mostram uma preferência por marcas de cigarros altos teores de nicotina? Se eles fizeram, isto pode sugerir que este comportamento é evolução real como uma resposta adaptativa aos desafios de parasitas ", diz Timothy Mousseau, um ecologista da Universidade da Carolina do Sul, em Columbia. 

Bem como ter efeitos anti-parasitários, Suárez Rodríguez adverte que ainda são desconhecidos os efeitos negativos  para os pássaros, porque muitos compostos em pontas de cigarro são agentes cancerígenos conhecidos, e alguns são pesticidas. 

Fonte: Nature 
 



Postar um comentário

2 Comentários

  1. Se não faz mal, qual o motivo dessa foto com um pássaro morto?
    Acho que faltou imagens para ilustrar o texto.
    Só uma crítica!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!