A vitória de Michel Douglas sobre o cancer


O ator Michel Douglas (foto ao lado) foi várias vezes premiado vivendo personagens da ficção, mas a maior premiação de sua vida foi real, com o anúncio de seu médico que ele estava  livre do  tumor após uma intensa batalha com câncer na garganta. 

Quando o vencedor do Oscar (melhor ator no filme Wall Street - 1993)  anunciou o seu diagnóstico de câncer de garganta em agosto de 2010, começou um intenso tratamento baseado em  quimioterapia e radioterapia. Em janeiro de 2011, o tumor não pôde ser detectado por exames físicos, CTS, ressonância magnética ou tomografia PET. 

Muito embora ainda não esteja completamente fora da zona de perigo, o ator teve uma resposta completa ao tratamento e é provável que caminhe para uma recuperação plena, adotando novos hábitos e largando o alcoolismo e fumo, causas primárias e principais de sua doença.

As ocorrências de câncer oral aumentaram enormemente nos últimos 20 anos. Fatores de risco para câncer oral e oro-faringe incluem uso de álcool e tabaco, exposição ao sol (lábios), o uso da maconha e infecção pelo HPV. A melhor maneira de evitar o câncer oral? Evitar os fatores de risco que podem levar ao câncer oral.

Segundo o site do Instituto Nacional do Câncer do Estados Unidos, www.cancer.gov , a principal causa de câncer bucal é o uso do tabaco em qualquer forma. Quanto mais tabaco usado, maior o risco de desenvolver cancro. As pessoas que usam tabaco e bebem álcool são ainda mais propensos a desenvolver câncer oral do que alguém que usa apenas álcool ou tabaco.

No entanto, uma pessoa que fuma cigarros atualmente pode diminuir suas chances de câncer oral simplesmente por deixar de fumar. Os ensaios clínicos têm demonstrado que com cinco anos de interrupção do uso do tabaco, a chance de uma pessoa desenvolver câncer oral cai em 50%. Dez anos depois de ser livre de tabaco reduz o risco de uma pessoa de câncer oral para a de uma pessoa que nunca fumou.


Câncer oral pode ocorrer em três regiões distintas: os lábios; a cavidade oral, incluindo a parte dianteira da língua, da gengiva (gomas), a mucosa bucal (revestimento das bochechas), o chão da boca, o palato e a área atrás os dentes do siso; a orofaringe, que inclui a parte do meio da garganta por trás da boca, a parte de trás de um terço da língua, o palato mole (céu da boca), a garganta e as amígdalas.

Fonte :  ECU Health Beat

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Ele tinha ficado, aparentemente, tao debilitado, mas fico muito feliz porque conseguiu superar. Ele vai vencer totalmente.

    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!