Algas do mar báltico podem auxiliar no tratamento do câncer

Potencial anticancerígeno das algas é conhecido há algum tempo. Porém cientistas europeus se concentravam em espécies exóticas, encontradas a grandes profundidades. Projeto em Kiel "descobre" plantas nativas do Báltico. 

Os biólogos de Kiel vão encontrar no Mar Báltico o material para suas pesquisas. Com um barco de colheita de aquicultura, eles visitam o local regularmente e coletam exemplares das algas castanhas nativas (Saccharina latíssima). "Elas chegam a um metro de comprimento e meio metro de largura. No estado ideal, têm um brilho marrom dourado e nenhuma alga estranha nem animal se fixou nelas", explica a bióloga marinha Verena Sandow.

O projeto "Algas contra o Câncer" é patrocinado pelo Ministério alemão de Educação e Pesquisa. Além de parceiros privados, também participam dele duas equipes de pesquisadores da Universidade de Kiel.

Fonte: DW


Postar um comentário

2 Comentários

  1. Voltei para saber das novidades, post interessante tive um bom proveito. Seu blog é o meu favorito.Nova post lá no blog, passa lá. http://jpbigblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Provavelmente, Geraldo, muitos alimentos, plantas, etc.. que temos neste mundo são eficazes como tratamentos. Outro dia vi um programa muito interessante mostrando algumas curandeiras do interior do Brasil. Eu acredito no que elas fazem, são dicas passadas por gerações.

    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!