Dia do trabalhador, algumas reflexões

Hoje comemora-se o dia do trabalhador, para alguns é apenas mais um feriado e pior, caiu em um domingo, algumas reclamações a respeito de perder um dia a mais para o descanso e/ou lazer. A história deste dia começou há 125 anos na cidade de Chicago, Estados Unidos. 

No Brasil é comemorado há 87 anos, quando foi oficializado no país no governo de Artur Bernardes, a data ganhou força com Getulio Vargas, que entrou no governo em 1930, após a Revolução daquele ano. argas passou a aproveitar o feriado de 1º de Maio para anunciar medidas que beneficiavam os trabalhadores, o que o ajudava a ganhar popularidade entre os empregados.

Em 1940, Vargas aproveitou a data de 1º de Maio para anunciar a criação do salário mínimo. O comunicado foi feito no estádio do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro, para cerca de 40 mil pessoas. O piso salarial serviria para bancar, todos os meses, os gastos de uma família de quatro pessoas com alimentação, habitação, roupas, higiene pessoal e transporte.

Mais tarde, em 1943, Vargas usaria de novo a data para anunciar medidas a favor dos trabalhadores. Naquele 1º de maio, o governante criou a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), um conjunto de normas que regulamenta as relações de trabalhistas entre patrões e empregados até hoje. (¹)

A necessária reflexão para este dia é que, muito embora as relações trabalhistas tem avançado em conquistas e regulamentações, situações envolvendo a falta de qualifacação da mão de obra, recessão econômica e falta de investimento em infraestrura de saneamento, saúde e educação ainda geram muitas distorções em paises emergentes e pobres.

Em pleno século XXI ainda se constata que empresas contratem pessoas para obras e não cumprem suas promessas de salário, alojamento e saneamento, em situações analógas a escavidão. As denuncias quase sempre são feitas por trabalhadores que, ou se rebelam ou fogem desta "escravidão". 

Há muito ainda em se refletir para este dia, ter melhores condições de cuidar de sua saude no trabalho, evitando assim doenças ocupacionais, ter educação de qualidade, qualificando a mão de obra, remuneração digna como prevista lá no inicio do salário minimo. 

Para encerrar esta breve reflexão, um pequeno trecho do excelente filme de Charles Chaplin, Tempos Modernos, uma crítica ácida para quem acha que somos apenas "máquinas"


Referencia :


Postar um comentário

1 Comentários

  1. OI!!!

    O trabalho pode ter diversos significados e alguns deles pode ser a realização de sonhos, se sentir útil... Na madrugada escrevi justamente sobre como essa questão acaba sendo transmitida para os filhos.

    E sempre aprendo com a doutrina que ser útil em qualquer instância é fundamental. Não existe trabalho menos importante. Essa lição deveria ser aprendida por todos nós e relembrada diariamente, afinal de contas há trabalhadores que são tratados como se fossem invisíveis pela nossa sociedade, quando fazem aqueles serviços que ninguém gosta de fazer e acabam sendo os que pior são remunerados...

    Beijo!
    Ingrid

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!