Conversas de Sábado: Sob o sol de Toscana

Você não tem o sonho de lugar? uma moradia no meio do nada ou então um desejo de mudar de ares de vez em quando, pois é tenho estes tipos de sonho, queria viver na Toscana, região que considero mágico na costa oeste da Itália, banhado pelo mar Adriático

Por que lá? Imagine a grandiosa época do Renascimento e Humanismo com toda sua história, monumentos e cultura. Começando por Firenze (ou Florença) por grandes obras arquitetônicas civis e religiosas, esculturas e pinturas de extraordinário valor artístico, testemunhos de talentos de gênios como Leonardo da Vinci, Michelangelo Buonarroti e Filippo Brunelleschi.

E prosseguindo por Siena com a praça do Campo, palco do famoso Palio que acontece no verão. Na província de Siena (célebre pelos seus vinhos, como o Chianti ou Brunello) sobressaem-se Montepulciano e Pienza, jóias da arte renascentista, e San Gimignano, com suas célebres torres.

E depois se encontram Pisa, sonhada pelo mundo por sua torre pendente; Carrara, com sua catedral revestida com o prestigioso mármore que dá o nome a cidade; Lucca, Pistoia,Arezzo, Grosseto, Livorno, Prato, que se orgulham por sua urbanística e monumentos de altíssimo valor.

Versilia
Image by luigi9555 via Flickr
Quem sabe uma bela casa na praia de Versilia (foto)  em Livorno, banhado pelas águas do Adriático?
Se gostou da minha sugestão e quer uma dica de filme para este fim de semana, lá vai, assista Sob Sol da Toscana (sinopse e trailer abaixo), depois deixe sua opinião.

A vida de Frances (Diane Lane), escritora de São Francisco, recém-divorciada, está prestes a dar uma guinada radical mas muito necessária. Tentando arrancar Frances da letargia do período pós-divórcio, a amiga Patti (Sandra Oh) lhe dá um presente que ela espera que ajude: uma viagem de dez dias pela Toscana, no coração da Itália. E é justo lá, sob o sol da Toscana, que o mais improvável acontece: Frances, num ato impulsivo, compra uma casa praticamente abandonada chamada "Bramasole" - que significa "algo que anseia pelo Sol" - e ao fazer isso, começa uma vida nova. 

Enquanto se familiariza com o estilo de vida local e se dedica à reforma do novo lar, Frances faz amizade com as pessoas que estão ao seu redor e, aos poucos, redescobre os prazeres de sorrir, de fazer amigos e de se apaixonar. Mesmo trilhando, aos trancos e barrancos, uma jornada incerta, uma coisa fica clara: na vida, há segundas chances.

(Com informações do Webcine e Versilia

Trailer

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Geraldo, meu querido!
    Sabe que já comecei a assistir esse filme várias vezes e nunca consegui chegar até o final? Coisas inexplicáveis de um lar cheio de crianças...rsrs...Mas, prometo à você que vou assisti-lo e que voltarei para dar o meu parecer, ok?
    A história, eu sei, é ótima! Vou me organizar para esse agradável programa!
    Obrigada por ter me relembrado!
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  2. Geraldo, eu tenho paixão por este vídeo! Só falta eu comprar para mim, tudo é lindo, desde o romantismo ao lugar. Nessas horas... ahhhh... eu nao conheço nada do mundo, sou um grao de arei!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!