A Politica, Lorenzo de Medici e a conspiração Pazzi

Acabei de ver o excelente documentário do The History Channel : Conspiração Pazzi. Trata-se um estudo do Doutor em História Marcello Simonetta da Wesleyan University, Middleton,USA.  

Narra uma conspiração para assassinar os irmãos Medici, Lorenzo e Giuliano. Mas quem eram estes irmãos pelos quais foram decretado uma sentença de morte? Pertencente a uma riquíssima família de banqueiros, exerceram o governo da cidade (1453-1492), inicialmente  Lorenzo em conjunto com o irmão, Giuliano, e depois sozinho após o assassinato do irmão (1478), até morrer. 

Mas vamos a conspiração dos Pazzi (1478), banqueiros rivais dos Medici, que contavam com a proteção do pontífice Sisto IV. Os Pazzi, com a cumplicidade do arcebispo de Florença, decidiram assassinar os irmãos governantes na catedral metropolitana. Giuliano perdeu a vida no atentado, porém Lorenzo conseguiu salvar-se, refugiado na sacristia. Imediatamente depois de sufocada a rebelião, o arcebispo foi dependurado de uma das janelas do Palazzo Vecchio, ainda vestido com suas roupas cerimoniais, enquanto os demais conspiradores foram agarrados pela multidão e esquartejados. Sufocando a rebelião, após conseguir o apoio do Rei de Nápoles, Fernando I, governou como um déspota esclarecido.

Cognominado como o Magnífico casou com uma Orsini, de família pertencente à nobreza romana, casou sua irmã Madalena a um filho do papa Inocêncio VIII e conseguiu que seu filho Giovanni fosse nomeado cardeal, ficou famoso pelas legendárias festas, torneios e carnavais além de promoveu o esplendor artístico da cidade. Promotor da histórica explosão cultural, econômica e científica da cidade, sua corte ficou famosa pelos sábios e artistas que acolheu e que foram mantidos às expensas do príncipe, a exemplo do humanista Giovanni Pico della Mirandola, o poeta Angelo Poliziano e os pintores Leonardo da Vinci e Sandro Botticelli, entre muitos outros. Nos jardins de São Marcos, abriu uma escola de escultura onde o jovem Michelangelo Buonarroti fez sua aprendizagem, e morreu em Careggi (fonte: DEC/UFCG

Uma das suas filhas, Catarina, casou com Henrique II, rei da França, e ficou tristemente célebre pela Noite de São Bartolomeu, que em outro artigo falaremos.

Se interessou pela história da conspiração da Conspiração Pazzi? Ainda não ? Ou quer mais informações, veja nesta resenha do livro "A Conspiração Contra o Médici - Arte e Traição do Domo de Florença à Capela Sistina", do autor Marcello Simonetta, editora Record, publicada no Jornal Correio do Povo / POA :  O professor de História e Literatura revela os bastidores de uma trama, em plena Renascença italiana, que culminou no célebre atentado a uma das mais importantes dinastias da época, os Médici, poderosa família de mecenas, poetas, políticos, príncipes, mercadores e papas, No dia 26 de abril de 1478, Giuliano e o irmão Lourenço, líderes da cidade-estado, sofreram um ataque que resultou na morte do primeiro e em graves ferimentos no segundo. Lourenço acabou se tornando uma das principais figuras da Renascença. O ataque gerou violenta reação da plebe local, fiel aos Médici e ficou conhecido como a Conspiração Pazzi, mas sempre restaram dúvidas sobre quem teria orquestrado o crime. Simonetta revela que o Duque Montefeltro, melhor amigo de Lourenço, teria conspirado com o Papa que queria um líder florentino mais influenciável.

Imaginou que a Renacença foi apenas uma época de luzes? Pois é, eu também achava, mas foi uma época de guerras, intrigas, jogos políticos. Nada muito diferente de nossos dias atuais.

Postar um comentário