OMS alerta para risco de saúde para 34 milhões de crianças no mundo

OMS / C.de Bode
A Organização Mundial de Saúde (OMS) faz um alerta aos pais: no mundo todo, 34 milhões de crianças em idade pré-escolar são obesas ou estão acima do peso e elas já têm as doenças de adultos. A informação é do Bom Dia Brasil, da Rede Globo. Segundo o mesmo programa, as causas provaveis: Chocolate, pizza, massas, doces - as deliciosas barreiras que não deixam emagrecer. Sem falar das horas e horas sentados diante do videogame ou do computador. Eles são jovens, simpáticos, conversadores e têm ótimo apetite. Particularmente para aquele tipo de comida nem um pouco aconselhada para quem já está acima do peso. 

A OMS define a obesidade e o sobrepeso como anormal ou excessivo acúmulo de gordura que apresenta um risco para a saúde. Uma medida população bruto da obesidade é o índice de massa corporal (IMC), peso de uma pessoa (em quilogramas) dividido pelo quadrado da sua altura (em metros). Uma pessoa com um IMC de 30 ou mais é geralmente considerada obesa. Uma pessoa com IMC igual ou superior a 25 é considerado sobrepeso.
 
O sobrepeso ea obesidade são importantes fatores de risco para uma série de doenças crônicas, como diabetes, doenças cardiovasculares e câncer. Uma vez considerado um problema apenas nos países de alta renda, o sobrepeso e a obesidade estão a aumentando drasticamente em baixa e países de média renda , especialmente em ambientes urbanos.

Aqui no blog já tratei algumas vezes  sobre o assuntos, tanto na Blogagem coletiva do Dia Nacional de Combate a Obesidade   como a palavra campeã em buscas no meu blog: Porangaba  , não conhece Porangaba? Dá uma olhadinha no artigo, ela se relaciona  com  o desejo de muitas pessoas, ela considerada "milagrosa" para emagrecimento. Se ela emagrece? Não tenho idéia, até porque isto varia para cada pessoa com seu biotipo particular. 

Mas caso você seja adepto "junk food" e modo "Homer Simpsom"  de ser, comendo em excesso na frente da tv, ingerindo muita cerveja e zero de exercício, a tendência é correr todos os riscos citados pela OMS.                

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Olá amigo Geraldo!
    Excelente postagem que mostra um fato assustador.
    As pessoas pensam muito em subnutrição (que também é grave), mas acabam esquecendo que o sobrepeso também pode se tornar um problema.
    Grande postagem!
    Forte abraço, Fernandez.

    ResponderExcluir
  2. Olá Geraldo,

    Realmente a obesidade infantil é muito preocupante. Até países como o meu (nem pobre nem rico e pequeno), faz campanhas a respeito deste problema, tanto a nível nacional como local (Centros de Saúde, Escolas). Como referes, a alimentação "plástica" e a pouca mobilidade das crianças são os pontos focados. Os números que referes são assustadores.

    Excelente artigo.

    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!