O Risco de usar Vick VapoRub

Produto pode causar até inflamação da via respiratória; empresa traz aviso na embalagem

O Vick VapoRub, unguento muito utilizado para aliviar sintomas de resfriado e congestão nasal, pode causar problemas respiratórios graves em crianças com menos de 2 anos. Pesquisa publicada hoje na revista científica americana Chest afirma que o produto pode estimular a produção de muco e inflamar as vias aéreas, cenário perigoso para crianças pequenas.

A embalagem traz a informação de que o "medicamento não deve ser utilizado em crianças menores de 2 anos". E acrescenta: "Para crianças entre 2 e 6 anos, consulte um médico." Mas muitos pais não leem a indicação. A dona de casa Elizangela Spada Torres, mãe de uma menina de 3 anos, aplica o produto na filha desde 1 ano de idade. "Costumo passar no peito, pescoço e costas sempre que ela fica resfriada. Não sabia que era contraindicado para crianças dessa idade." Elizangela conta que começou a usar o produto por costume familiar.

Também é comum a utilização do unguento embaixo ou dentro do nariz, prática contraindicada na embalagem - "não ingira nem coloque dentro das narinas" -, embora em letras pequenas.

A Procter & Gamble, empresa responsável pelo Vick VapoRub, divulgou nota à imprensa em que "enfatiza a importância de seguir as instruções de uso do produto conforme descritas na rotulagem" e afirmou que "trabalha globalmente com agências reguladoras e entidades pediátricas para se certificar de que os pais sigam corretamente as orientações de uso".

Especialistas ouvidos pelo Estado afirmam que o Vick VapoRub pode causar irritação das vias respiratórias e aumentar a produção de muco em pessoas de qualquer idade, mas que as consequências são potencialmente mais graves em crianças menores de 2 anos.

"Vick VapoRub não faz bem para ninguém. Ele irrita as vias aéreas, o que causa um alívio imediato, mas o uso frequente pode levar o paciente a desenvolver rinite crônica", afirma o médico Fabrízio Romano, da Academia Brasileira de Rinologia.

Segundo o alergista João Bosco Magalhães, da Associação Brasileira de Asmáticos, o maior perigo é quando os pais colocam o unguento dentro do nariz da criança. "O produto se liquefaz com o calor do corpo e pode ser aspirado pela criança, levando a um quadro de pneumonia", explica. Magalhães desaconselha também o uso sobre a pele de crianças pequenas, por causa do risco de causar dermatite.

COBAIAS

O principal autor da pesquisa, Bruce K. Rubin, professor da Universidade Wake Forest, nos Estados Unidos, conta que a ideia do estudo surgiu depois de atender uma menina de 18 meses com Vick VapoRub nas narinas e desconforto respiratório grave. Rubin realizou testes com furões - pequenos mamíferos de corpo longo e delgado - e identificou um aumento significativo na produção de muco com o produto.

A Procter & Gamble sublinha que o artigo "descreve resultados de estudos em animais", mas sua relevância clínica "não foi comprovada". Rubin afirma que "furões são o modelo estabelecido para o estudo de secreção de muco e inflamação das vias aéreas, pois, diferentemente de outros animais, suas vias respiratórias são parecidas com as humanas".


RECOMENDAÇÕES

Nariz: a aplicação de Vick VapoRub dentro do nariz é contraindicada em qualquer idade, pois, além de irritar a mucosa, o produto pode se liquefazer com o calor do corpo e ser aspirado, levando a um quadro de pneumonia

Pele: Em crianças pequenas, mesmo o uso sobre a pele não é recomendado, pois o risco de causar dermatite é maior

Uso frequente: Médicos ouvidos pelo Estado afirmam que o unguento aumenta a quantidade de muco nas vias respiratórias em pacientes de qualquer idade. Seu uso frequente, portanto, pode agravar o quadro de congestão nasal

Sem restrições: Para aliviar os sintomas do resfriado, a inalação e a lavagem do nariz com soro fisiológico é a única prática sem restrições para qualquer idade

Fonte: Estadao
Tecnologia do Blogger.