Câmara cancela envio de moção a prostíbulo

A presidência da Câmara de Vereadores de Carazinho, no noroeste do Estado, garante que a polêmica moção de homenagem a um prostíbulo da cidade não será formalizada.

A repercussão do caso teria motivado o próprio autor da idéia, vereador Gilnei Jarré (PSDB), a apresentar um requerimento suspendendo o envio do ofício de congratulações pelo aniversário de nove anos do lupanar.

- Nenhum ofício será entregue pela Câmara - garantiu o presidente do Legislativo, Luiz Leite (PDT).

Jarré, demonstrando aborrecimento com a dimensão que a inusitada proposta adquiriu em todo o Estado, preferiu dar o caso por encerrado.

- Para mim, isso já acabou - resumiu, por telefone, na tarde de ontem.

Distante cerca de cinco quilômetros da sede do Legislativo de Carazinho, a já célebre boate Garotas da Gogo mantém a discrição. Procurada por Zero Hora, a proprietária, Maria Gorete Souza Cavalheiro, mandou avisar que não se manifestaria sobre o assunto.
Fonte : Jornal ZH

Postar um comentário

1 Comentários

  1. E ainda querem silenciar a blogosfera... Só aqui podemos ter acesso em tempo real do que acontece nesse nosso Brasil.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!