Cegos nos EUA pedem carros híbridos mais barulhentos

A Federação Nacional dos Cegos dos Estados Unidos está lançando uma campanha para que governos de alguns Estados americanos criem legislações que estabeleçam limites mínimos de som para os carros híbridos.

A entidade argumenta que este tipo de veículo, por ser mais silencioso, representa um perigo para os cegos, que precisam ficar atentos aos barulhos dos motores dos carros para andar com seguranças nas ruas.

Os carros híbridos, que contam com dois motores que utilizam fontes de energias diferentes, combustível e elétrica, são vistos com bons olhos, já que além de menos barulhentos, são mais econômicos e menos poluidores.

De acordo com o repórter da BBC Nick Miyles, os Estados da Virgínia e de Maryland, além do Havaí, estão cogitando adotar leis que obriguem as montadoras a fabricar carros híbridos mais barulhentos.

Ainda segundo Miles, não há estatísticas sobre o número de acidentes envolvendo deficientes visuais e carros híbridos, mas há vários casos de cegos que quase foram atingidos por esses veículos.

Ainda segundo o correspondente, entidades de cegos na Grã-Bretanha também estão reivindicando medidas para tornar os carros híbridos mais perceptíveis aos deficientes visuais.

O presidente do Instituto Real Nacional para os Cegos na Grã-Bretanha, Steve Winyard, disse que “é preciso criar soluções” para garantir a segurança dos deficientes no trânsito.

Fonte: BBC / Brasil


Postar um comentário

1 Comentários

  1. Pois é: "preso por ter cão, preso por não ter", como diz o povo

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!! Volte Sempre!!